Considerando o aumento no número de pedidos de comprovação de origem sefardita, o Serviço de Certificação da Comunidade Israelita de Lisboa – CIL anunciou hoje, 06.02, mudanças na forma de protocolo das solicitações.

A mudança mais importante será na forma de envio dos documentos, que agora será 100% digital, através do email oficial da entidade. Os arquivos digitais devem estar em formato PDF e num único documento, em que deve constar a árvore genealógica, documentos pessoais, requerimento, certidões e relatório genealógico.

Vale ressaltar que, após analisado e aprovado, todos os documentos devem ser enviados em papel para o arquivo da CIL, e somente após a chegada destes em Lisboa é que o certificado será emitido.

Com as novas regras, o requerente terá o prazo de uma semana após o envio dos documentos digitalizados para enviar o comprovante de pagamento por email. Outra mudança será em relação a validade dos passaportes, que agora terão que possuir validade mínima de seis meses. 

A boa notícia é que as novidades visam acelerar a análise e emissão de certificados sefarditas, diminuindo o tempo de espera de centenas de requerentes, em sua grande parte, brasileiros, que estão aguardando a comprovação de sua ascendência judaica para iniciar o processo de nacionalidade portuguesa.