No período de 02 a 05 de abril o escritório de consultoria internacional Martins Castro, especializado em nacionalidade portuguesa via judeus sefarditas, estará realizando atendimento em Fortaleza (CE). A ida se dá em função da crescente demanda pelo pedido de nacionalidade portuguesa por meio de comprovação sefardita, prevista no art. 6º, nº. 7 da Lei da Nacionalidade (Lei nº37/63).

“A enviada será nossa consultora Karol Ximenes, que ficará responsável por fazer atendimento presencial com todos àqueles que já possuem o estudo genealógico ou que já estão de posse do certificado emitido pela Comunidade Israelita de Lisboa”, destaca o sócio e advogado da Martins Castro, Renato Martins.

 

Entre em contato para agendar o seu horário!

Todo o processo para aquisição da nacionalidade por meio dos judeus sefarditas leva três etapas: o estudo genealógico, a emissão do certificado pela Comunidade Israelita e o pedido de nacionalidade junto ao órgão competente.

A cearense Jeissa Lucas está a caminho do segundo passo, descobriu recentemente a sua descendência sefardita e, de posse do seu estudo genealógico, vai fazer o processo com a Martins Castro. “Eu e minha família escolhemos fazer o processo com uma consultoria porque estamos no Brasil e todo o acesso às informações em Portugal ficam difíceis devido a distância, além do que, saber que estamos sendo acompanhados por advogados nos deixa seguros de que seremos bem orientados e que conseguiremos a nossa nacionalidade”, explica Jeissa.

O Ceará, além de ter o maior número de judeus comprovadamente sefarditas, foi o estado do Brasil com o primeiro caso de reconhecimento de nacionalidade portuguesa por meio desta lei, Nertan Ribeiro, 69 anos. Ele soube deste direito por um genealogista, que se dispôs a fazer a sua árvore genealógica até chegar aos ancestrais sefarditas Branca Dias e Belchior da Rosa.