em outubro 8, 2020
eBook Sefarditas

4 requisitos para a nacionalidade portuguesa pelos sefarditas

em outubro 8, 2020

4 requisitos para a nacionalidade portuguesa pelos sefarditas

Uma dúvida frequente de quem quer solicitar a nacionalidade portuguesa pelos sefarditas é sobre os requisitos necessários. Ao contrário do que algumas pessoas ainda acreditam, é preciso mais do que ter sobrenomes sefarditas ou costumes judaicos na família, por exemplo. Fizemos uma lista com os 4 principais requisitos para quem deseja conquistar o passaporte vermelho:

1. Identificar o ancestral sefardita com documentos

Este é, sem dúvida, o primeiro requisito: saber quem é o seu ancestral sefardita e documentar todas as gerações até ele ou ela. Comece em casa mesmo, com as informações dos seus pais, avós e bisavós. Uma dica que pode ajudar é responder a este formulário genealógico. Por meio dele, uma equipe de historiadores e genealogistas vai dizer se o seu processo tem viabilidade. E o melhor, não tem custos.

2. É necessário ser maior de idade

Somente pessoas com idade igual ou superior a 18 anos podem solicitar a nacionalidade portuguesa pelos sefarditas. Você pode se perguntar: “Mas, e meus filhos menores de idade, não terão direito? ”

Sim, os filhos menores de idade têm direito, mas precisam esperar a conclusão do processo do pai ou da mãe para dar entrada no pedido como filho de cidadão português. Ou seja, é um processo diferente, no qual terá de atender a alguns requisitos exigidos pelo governo português.

3. Certificação por uma comunidade israelita autorizada

O governo português determinou que apenas duas comunidades israelitas podem analisar o estudo genealógico do candidato a este tipo nacionalidade. São a Comunidade Israelita de Lisboa (CIL) e a Comunidade Israelita do Porto (CIP). Em posse desse documento, é possível entrar com o pedido propriamente dito na Conservatória, o órgão de registro civil em Portugal.

VOCÊ PODE COMEÇAR A SUA ÁRVORE GENEALÓGICA.

4. Antecedentes criminais

É necessário que o candidato à nacionalidade portuguesa pelos sefarditas não tenha sido condenado a penas iguais ou superiores a 3 anos em todos os países em que residiu a partir do momento em que completou 16 anos de idade.

Depois de atender a todos esses requisitos, é hora de juntar mais alguns documentos pessoais e entrar com o pedido na Conservatória. Todo o processo leva em média 2 anos. 

Para saber mais, assista ao nosso vídeo: