fbpx

Há uma série de documentos históricos importantes para a comprovação da descendência sefardita e que estão disponíveis para pesquisa! Veja uma lista deles:

Aqui é importante retroceder ao máximo na sua ascendência. É o momento de juntar as certidões dos seus pais, avós, bisavós, trisavós etc. Isso não é nenhum bicho de sete cabeças. Eis os documentos que podem ser usados:

1. Registros de nascimento/batizados;

2. Registros de óbito;

3. Registros de casamento:

Importante: a certidão de casamentos dos seus avós tráz também os registros dos seus bisavós. Ou seja, já facilita! – Não ausência das certidões, pergunte aos mais velhos da família o local de nascimento, casamento ou óbito dos seus avós ou bisavós. Sabendo disso, você pode consultar os cartórios dessas regiões.

5 tipos de documentos importantes para a comprovação do vínculo sefardita 1

4. No site www.familysearch.org

Este site é a principal ferramenta para quem deseja fazer a própria genealogia. Comece a explorá-la!

5. Bibliografias como:

  • Disponível online, escrita por J.V. Borges da Fonseca, na segunda metade do Século XVIII, com várias famílias de Pernambuco, e algumas de outras localidades como o Ceará, Paraíba e Sergipe);
  • Revistas dos Institutos Históricos: com vários artigos, e alguns deles tratando de genealogias de diversas famílias.
  • Entre muitas outras fontes, como a Cronologia Sobralense do Padre Sadoc, livro obrigatório para quem tem raízes na cidade de Sobral (CE).
  • Artigos acadêmicos, dissertações e teses já publicadas.

As fontes de pesquisas para comprovar a ligação com sefarditas são muitas e você pode descobrir outros à medida que avança nas suas pesquisas. Sucesso!