fbpx

O ponto de partida para a cidadania portuguesa pela via sefardita é o estudo genealógico. É por meio desse estudo que o genealogista identifica o ancestral sefardita. Muitas pessoas, porém, não estão convencidas de que devem contratar esse serviço. Afinal, “são só documentos antigos”. Por isso, elencamos 4 razões que mostram por que contratar um estudo genealógico:

1. O genealogista consegue identificar o ancestral sefardita

É importante dizer desde já que qualquer pessoa, profissional ou não, pode fazer um estudo genealógico. Acontece que, para encontrar o ascendente cristão-novo, muitas vezes, é preciso retroceder até a 17ª geração. Ou seja, levantar documentos que podem datar do século XVII. Para isso, é preciso ter conhecimentos técnicos especializados, conhecer as diferentes linhagens e identificar o ancestral sefardita.

2. Tem conhecimento para ler e decifrar documentos antigos

Estamos falando de conhecimentos paleográficos. Segundo o site do Arquivo Nacional, a paleografia é “o estudo da escrita antiga, transcreve a caligrafia antiga e incompreensível para nossa grafia atual, possibilitando o acesso à informação contida na documentação. Ela decifra os documentos manuscritos.” Já tentou ler algum desses documentos antigos atrás de uma informação específica?

Por que contratar um estudo genealógico? 1

3. Cada Comunidade Israelita exige um padrão de estudo genealógico

Encontrado o ancestral sefardita e com todas as gerações devidamente documentadas, é preciso submeter o estudo à Comunidade Israelita do Porto (CIP) ou à Comunidade Israelita de Lisboa (CIL). Cada uma delas exige um padrão de apresentação. O genealogista experiente no processo de cidadania portuguesa pela via sefardita domina esses padrões e evita indeferimentos.

4. O serviço remunerado profissionaliza a atividade

A cobrança por um serviço caracteriza um negócio jurídico. Em outras palavras, pagar por um estudo genealógico obriga o contratado a entregar o acordado. Neste sentido, os profissionais de genealogia são levados a tornar o serviço mais confiável e seguro para o candidato à cidadania portuguesa pela via sefardita. O contrato escrito, por exemplo, é a materialização desse pacto e confere segurança jurídica e transparência para ambas as partes no que confere às responsabilidades de cada um.

Contratar um estudo genealógico é a opção mais segura e transparente para iniciar o seu processo de cidadania por meio dos judeus sefarditas. Mas, antes é importante se certificar da viabilidade do seu caso. Você pode fazer isso respondendo ao nosso formulário de pré-análise.

Leia também:

Saiba a diferença entre árvore e estudo genealógico
5 tipos de documentos importantes para a comprovação do vínculo sefardita
5 erros comuns na hora de elaborar um estudo genealógico